peculato

Ex-presidente de uma Junta em Porto de Mós condenado a pena suspensa por peculato

O Tribunal de Leiria condenou o ex-presidente da Junta de Serro Ventoso (Porto de Mós), Carlos Venda, a quatro anos de prisão, com pena suspensa, e ao pagamento de mais de 121 mil euros à instituição, pelo crime de peculato prolongado.

Pergunta da semana

O Governo devia criar medidas específicas para apoiar a economia de Fátima?

Responder agora

Ministério Público acusa antigo presidente de Junta de Serro Ventoso de peculato

O Ministério Público em funções no Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria acusou um antigo presidente da Junta de Freguesia de Serro Ventoso, Porto de Mós, do crime de peculato.  No despacho de acusação publicado no ‘site’ do Ministério Público (MP) da Comarca de Leiria, lê-se que foi imputado ao presidente da junta […]

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.