Assinar Edições Digitais
Cultura

Prémio para uma viagem perturbada

Sara Camponez venceu o concurso de diários de viagem promovido por três escolas secundárias de Leiria. As aventuras de Abel Circunstâncio valeram a vitória à aluna da Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo.

Ficar em casa com febre pode ter sido o segredo do sucesso de Sara Camponez. Seja do Ben-U-Ron, do estado febril ou da reclusão forçada, a aluna da Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo encontrou a inspiração para o diário de viagem que venceu o concurso promovido pela sua escola, a Domingos Segueira e a Afonso Lopes Vieira.

Neste mini-campeonato de cerca 40 diários de viagem, destacou-se o de Sara: em estilo jogo surreal, registou as aventuras de Abel Circunstâncio, personagem de ficção que parte numa atribulada viagem física e psicológica. “Quis que o diário fosse, mais que o reflexo dos sítios por onde passava, da maneira como viajava”, explica a aluna de Artes Visuais. Por isso ele tem café entornado sobre páginas, bilhetes de autocarro anotados, um compartimento para dinheiro e comprimidos, desabafos de alguém que procura
encontrar-se.

“É uma personagem perturbada, que acaba por não perceber o que anda à procura. Eu escrevi o texto enquanto estava doente. Fiquei em casa uma semana e, enquanto estava fechada, queria sair dali – e o diário foi uma ajuda”, conta.

Incluído no Ciclo de Palestras Inter-escolas, o concurso distinguiu em segundo lugar Daniela (ES Francisco Lobo) e em terceiro Maria Lameiras (ES Domingos Sequeira).