Já foi fã de Boss A.C. E até teve uma fase em que gostava de Iron Maiden, Guns’n’Roses, Led Zeppelin e Queen. Para um jovem de 17 anos, hoje em dia, pode parecer estranho. Mas isso era antes.

Agora, de quem André Almeida Ferreira gosta mesmo é de Bach, Albeniz ou Tarrega – tudo nomes que dificilmente dirão alguma coisa aos “teenagers” de hoje. Explica-se facilmente: ele é a mais recente estrela do Orfeão de Leiria, depois de ter ido a Vigo conquistar dois troféus nos cobiçados Prémios Honorífico David Russell, que escrutinam jovens promessas da música.

Depois do brilharete em Espanha, o guitarrista falou e tocou para o REGIÃO DE LEIRIA.