Assinar Edições Digitais
Sociedade

Homem acusado de ter morto companheiro julgado hoje em Pombal

O Tribunal Judicial de Pombal começou hoje a julgar um homem acusado de ter matado o seu companheiro, em Abril do ano passado, em Carriço, concelho de Pombal.

O Tribunal Judicial de Pombal começou hoje a julgar um homem acusado de ter matado o seu companheiro, em Abril do ano passado, em Carriço, concelho de Pombal.

Paulo F., de 43 anos, está acusado pelo Ministério Público (MP) dos crimes de homicídio qualificado e detenção de arma proibida.

No despacho de acusação, o MP sustenta que o arguido vivia há cerca de oito meses em união de facto com a vítima, que tinha um filho menor.

Na sequência de ter sido suscitada a alteração do regime de visitas do menor ao pai, “por motivos relacionados com a coabitação do ofendido e arguido”, e após uma conferência de pais, a vítima ficou convicta de que “a sua convivência com o filho era incompatível com a permanência do arguido na sua residência”, pelo que decidiu que o suspeito teria de sair da habitação.

“Não aceitando tal decisão, revoltado, o arguido decidiu tirar a vida ao seu companheiro, engendrando um plano para atingir tal fim”, refere o MP.

Depois de se munir de uma arma, no dia 21 de abril, Paulo F. esperou o ofendido, de 37 anos, pelas 00:20, na garagem de casa, com as luzes apagadas.

“O arguido abordou-o, confrontando-o”, após o que terá efetuado “um disparo com a arma, a curta distância, que o atingiu na mão esquerda”, adianta o MP, acrescentando que depois colocou-lhe fita adesiva na boca e transportou-o para o quintal atrás da habitação onde “encostou a arma à cabeça da vítima” e efetuou “um segundo disparo”.

Para o MP, o suspeito “agiu com intenção de tirar a vida ao seu companheiro, com quem mantinha uma relação análoga à dos cônjuges e com quem coabitava”, atuando de “forma premeditada”, fazendo “uma ‘espera’ à vítima, que surpreendeu, sem hipóteses de defesa”.