Assinar Edições Digitais
Sociedade

Reportagem: Quando o vizinho do lado está a 5 kms

Conheça os únicos habitantes de duas aldeias desertas e distantes de tudo, onde os telemóveis não funcionam e é preciso andar quase cinco quilómetros para encontrar o vizinho mais próximo.


Aldeias Perdidas: Camelo

Manuel Caetano e Georgeta Silva cresceram em Camelo (Castanheira de Pera) e por lá ficaram a ver os outros partir. José Farinha e Hermínia Silva trocaram o rebuliço de Lisboa por uma terra desconhecida e quase fantasma, chamada Singral (Figueiró dos Vinhos).
O que é os dois casais têm em comum? São os únicos habitantes de duas aldeias desertas e distantes de tudo, onde os telemóveis não funcionam e é preciso andar quase cinco quilómetros para encontrar o vizinho mais próximo. E não ponderam mudar de residência.
Um pouco por todo o norte do distrito de Leiria, há aldeias a morrer. As casas de pedra continuam lá, resistentes ao frio e à neve que, volta e meia, aparece sem avisar. Mas, lá dentro, é o vazio. Alguns lugares já não passam de aldeias fantasma. Outros dependem da teimosia de pessoas como Manuel, Georgeta, José ou Hermínia para sobreviver.
(reportagem completa no REGIÃO DE LEIRIA de 26 de Fevereiro de 2010)
Sandra M. Ferreira
sandra.ferreira@regiaodeleiria.pt
Joaquim Dâmaso
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt


Aldeias Perdidas: concelho de Alvaiázere