Assinar
Sociedade

PJ detém suspeito de homicídio em Porto de Mós

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou ontem a detenção de um homem suspeito da autoria material de um crime de homicídio qualificado cometido há uma semana em Porto de Mós.

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou ontem a detenção de um homem suspeito da autoria material de um crime de homicídio qualificado cometido há uma semana em Porto de Mós.

Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ informa que “durante a realização de diligências probatórias foi apreendida a arma utilizada” e o suspeito, de 38 anos, encontra-se a aguardar o desenrolar do inquérito em prisão preventiva.

Fonte da PJ explicou à agência Lusa que o alegado agressor jantou em casa da vítima, na freguesia do Juncal, concelho de Porto de Mós, no dia 04 de abril.

“A vítima, de 50 anos, divorciada, suspeitava que o agressor o andasse a denunciar às autoridades e, no decurso do jantar, puxou de uma faca a dizer que não gostava de delatores tendo-lhe provocado ferimentos, que obrigaram a tratamento hospitalar”, referiu esta fonte.

“Devido aos ferimentos, o hospital chamou a GNR e, na versão que deu a esta força policial, o arguido disse que tinha sido assaltado por três indivíduos que lhe tinham roubado o telemóvel”, disse o responsável.

Segundo esta fonte, no decurso das investigações, a GNR encontrou, sexta feira, a vítima no pátio da casa já morta, tendo solicitado a presença da PJ que acabou por deter o suspeito na tarde desse dia.

O responsável afirmou que o arguido, sem antecedentes policiais ou criminais, solteiro e desempregado, agiu num quadro de “vingança”, acrescentando que os golpes que a vítima sofreu no pescoço terão sido fatais.

“Há um excesso de legítima defesa e o suspeito mentiu às autoridades”, adiantou esta fonte da PJ.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.