Select Page

Leiria comemora Centenário da República até Dezembro

Leiria comemora Centenário da República até Dezembro

O ponto alto das comemorações do Centenário da República em Leiria acontece em Outubro, que inicia com a inauguração de quatro exposições sobre os ambientes, as leituras, os registos e as vivências dos tempos da República.

Para o dia 5 de Outubro, dia da Implantação da República, está ainda programada a entoação do Hino Nacional em todo o país em uníssono virtual. O desafio foi lançado a todas as bandas pela Comissão Nacional das Comemorações e contará com a participação de bandas locais. Nesse dia ainda, alguns edifícios públicos – Câmara Municipal, Banco de Portugal e Governo Civil – abrirão portas ao público com visitas guiadas.  Animãção de rua, o concerto “Os fados da República”, duas peças de teatro – “O Rei Vai Nu” para crianças e “Os Republicanos” -, a reconstituição de um banquete republicano e um debate sobre os “Cem anos de República” enriquecem a agenda de Outubro.

O programa das comemorações é contudo mais vasto. Iniciou em Março – com a plantação da Árvore do Centenário e realização de um primeiro roteiro – e prossegue em Julho, mais precisamente no dia 17, com a repetição do Roteiro Encenado do Centenário da República e a exibição da Charanga a Cavalo do Regimento de Cavalaria da Guarda Nacional Republicana pelas ruas da cidade.

Para Novembro estão agendados um seminário sobre a temática e  um concerto coral acompanhado pela Orquestra Filarmonia das Beiras. No palco do Teatro José Lúcio da Silva, estarão cerca de 150 executantes de vários corais locais além dos elementos da orquestra. Para finalizar, terá lugar uma nova encenação do Roteiro do Centenário, em Dezembro.

A programação é da responsabilidade da Comissão Local para as Comemorações do Centenário que integra a Câmara Municipal, o Arquivo Distrital, o Governo Civil e o Instituo Politécnico de Leiria. Diversas iniciativas contam com o apoio de outros parceiros locais, o que permitiu, segundo Gonçalo Lopes, vereador da Cultura, definir um programa com um “orçamento ligeiro”, no sentido de “fazer bem o mais barato possível, nesta situação de crise”.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com a criação do Museu Salazar?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This