Assinar
Sociedade

Governante confiante na criação de cortina arbórea junto ao Mosteiro da Batalha

O secretário de Estado da Cultura acredita que “até final da legislatura” será feita uma intervenção na Estrada Nacional 1 (EN1/IC2), na Batalha, para atenuar os efeitos da poluição do tráfego no Mosteiro de Santa Maria da Vitória.

O secretário de Estado da Cultura acredita que “até final da legislatura” será feita uma intervenção na Estrada Nacional 1 (EN1/IC2), na Batalha, para atenuar os efeitos da poluição do tráfego no Mosteiro de Santa Maria da Vitória.

Elísio Summavielle, que falava à margem do terceiro Encontro Ibérico de Gestão do Património Mundial, que começou ontem e termina sexta feira, naquela vila, revelou que está a estudar, com o seu homólogo das Obras Públicas, as medidas que podem ser adotadas.

“Haverá uma intervenção nesta estrada” e zona envolvente do mosteiro para “reduzir ao máximo o tráfego” e efeitos do trânsito que se mantiver, afirmou.

Entre as medidas em estudo, o governante aponta a criação de uma “barreira verde”, para absorver poluentes que, sublinha, “são tão óbvios” que a ala do monumento voltada para a EN1/IC2 tem sofrido “mais danos” que as outras alas.

A redução da velocidade de circulação naquele troço, através da introdução de irregularidades no piso, é outra das ações que estão a ser equacionadas, para atenuar a poluição e vibrações que afetam diretamente o monumento, classificado como património mundial.

Sobre a construção da variante à EN1/IC2 entre as zonas de Leiria, Batalha e Porto de Mós, como está projetado, Elísio Summavielle não se pronunciou, argumentando, designadamente, com o facto de desconhecer as disponibilidades financeiras do Ministério das Obras Públicas.

O secretário de Estado da Cultura escusou-se a comentar a proposta de isentar de portagens a A1 na região, e a futura via, para reduzir a circulação automóvel na EN1/IC2, avançada pelo vereador Carlos Henriques, que falava na sessão de abertura do encontro, em representação do presidente da Câmara da Batalha (ausente em Bruxelas).

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.