Assinar
Desporto

União de Leiria: manutenção continua a ser o objectivo

A base que garantiu cedo a manutenção na Liga de futebol na época passada é a aposta da União de Leiria para conseguir o mesmo em 2010/2011. Mas a equipa ainda não sabe onde jogar.

A base da equipa que garantiu cedo a manutenção na Liga de futebol na época passada é a aposta da União de Leiria para conseguir permanência na temporada 2010/2011 o mais rapidamente possível.

A bola começou a rolar segunda-feira, 4 de Julho, com a equipa orientada por Lito Vidigal a realizar o primeiro treino na Quinta do Pinheiro, na Nazaré, enquanto se mantém a indefinição sobre o local onde os leirienses vão jogar a nova época.

O plantel conta com doze reforços neste início dos trabalhos, oito jogadores brasileiros e quatro juniores. Mas ainda vai haver entradas e saídas num grupo onde estão 17 atletas do plantel anteriores.

Novidades são o guarda-redes Tiago Cardoso (ex-Monte Azul, Brasil), os defesas Renato Saldanha (ex-Toledo, Brasil), Raí (ex-Mogi Mirim, Brasil) e Cássio Lopes (ex-Botafogo, Brasil), os médios Marcos Paulo (ex-Le Mans, França) e Bruno Ferraz (ex-Porto Alegre, Brasil) e os avançados Rodrigo Silva (ex-Nacional da Madeira) e Marcelo Dias (ex-Santa Rosa, Brasil).

De salientar a inclusão no plantel dos ex-juniores Ruben Brígido, que se estreou com destaque na equipa principal no final da temporada passada, João Vieira e  de João Valente “Jardel”, este ainda júnior, mas que treinará com os seniores.

No lançamento da nova temporada, Lito Vidigal realçou a manutenção da “base forte da época passada”, apesar da renovação de parte do plantel.

“A maior parte dos jogadores transita do ano passado para este. São jogadores experientes, com qualidade e carácter e que fizeram uma extraordinária época no ano passado”, sublinhou o técnico da União de Leiria.

O facto da equipa se ter reforçado com oito brasileiros (faltam chegar o médio Bruno Ferraz e o avançado Marcelo Dias) não merece de Lito Vidigal particular relevância:

“Importa que se adaptem o mais rapidamente possível neste grupo que foi extremamente forte e feliz na época passada. Se eles trouxerem qualidade, isso terá reflexos positivos na equipa”.

Manutenção é a palavra mais utilizada por Lito quando fala dos objectivos para a nova época, relembrando a forma atempada como os leirienses atingiram essa meta em 2009/2010.

“No ano passado conseguimos esse objectivo no final de Janeiro. Este ano a proposta é também conseguir a tranquilidade o mais depressa possível”.

Quanto ao orçamento, o director geral da SAD, Mário Garrido, assumiu ser inferior aos cerca de quatro milhões de euros de 2009/2010:

“O orçamento teve de baixar necessariamente. Não é viável continuar com os orçamentos que temos tido. Todos os anos a União de Leiria tem baixado os orçamentos e este vai baixar novamente”, disse, sem revelar o montante.

A União de Leiria, que continua sem saber onde vai jogar a nova época, tem jogos de preparação agendados em casa do Fátima (21 de Julho), em Quiaios, com o Santa Clara (24 de Julho) e em Gouveia, no estágio que começa a 10 de Julho, onde defronta o Feirense (dia 14) e Belenenses (dia 17). A 31 de Julho a União de Leiria participa em Coimbra na apresentação da Académica e dia 07 de Agosto joga na Nazaré com a Naval da Figueira da Foz.

Plantel da União de Leiria 2010/2011

GUARDA-REDES: Djuricic, Michael Domingues “Mika” e Tiago Cardoso (ex-Monte Azul, Bra)
DEFESAS: Hugo Gomes, Bruno Miguel, Patrick, Paulo Vinícius, Mamadou Tall, Diego Gaúcho, José António, Raí (ex-Mogi Mirim, Bra), Cássio Lopes (ex-Botafogo, Bra) e Renato Saldanha (ex-Toledo, Bra).
MÉDIOS: Marco Soares, Pateiro, Silas, Ouattara, Ruben Brígido (ex-júnior), Jardel (júnior), Marcos Paulo (Le Mans, Fra) e Bruno Ferraz (ex-Porto Alegre, Bra).
AVANÇADOS: Carlão, Cássio, João Vieira (ex-júnior), Rodrigo Silva (ex-Nacional) e Marcelo Dias (ex-Santa Rosa, Bra).

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.