Assinar Edições Digitais
Desporto

Pedro Caixinha: “Quero pedir desculpa aos sócios”

A União de Leiria foi afastada da Taça de Portugal, perdendo em casa com o União da Madeira por 1-2. O treinador Pedro Caixinha pediu desculpa aos sócios pela exibição, atitude e eliminação.

A União de Leiria foi hoje afastada da Taça de Portugal, perdendo em casa com o União da Madeira, da II divisão, por 1-2, após prolongamento. No final, o treinador Pedro Caixinha pediu desculpa aos sócios pela exibição, atitude e eliminação.

Pedro Caixinha: "Ou mudamos de atitude ou então não conseguiremos"

Os leirienses até começaram bem, marcando aos 2 minutos, com N’Gal a concluir um lance de Pateiro.

Mas depois esmoreceram, baixaram o ritmo e deram o jogo como ganho.

Contudo, o União da Madeira, que joga duas divisões abaixo da Liga principal do futebol português, nunca desistiu e dispôs de diversas oportunidades ao longo de todo o encontro para empatar, fruto do desleixo defensivo dos leirienses.

A União de Leiria também teve uma mão cheia de boas oportunidades para dilatar o resultado, mas o guarda-redes Adriano travou sempre as intenções dos avançados da casa.

No último minuto da partida, Valter fez o empate para o União da Madeira, obrigando o jogo a ir a prolongamento para decidir a equipa apurada para a próxima eliminatória.

Mas nem esse aviso fez acordar a União de Leiria, que permitiu o segundo golo aos madeirenses, obtido por Matão aos 103 minutos, depois de uma corrida de quase meio campo até à baliza de Mika.

No final, o treinador da União de Leiria, Pedro Caixinha, pediu desculpas aos sócios pela eliminação da Taça de Portugal.

“Quero congratular o União da Madeira porque foi um justo vencedor e quero pedir desculpa aos sócios pela derrota”, disse no final da partida.

Segundo o técnico, a União de Leiria foi eliminada porque não assimilou o que lhe foi pedido.

“Fui eu que não consegui passar a mensagem. Não conseguimos mentalizar os jogadores e os últimos minutos não foram os melhores. A partir dos 30 minutos da primeira parte, a nossa equipa deixou de jogar e o adversário passou a acreditar”, explicou Pedro Caixinha.

O treinador da União de Leiria lançou ainda um aviso aos jogadores: “Ou mudamos de atitude e procuramos manter a nossa ordem durante 90 minutos ou então não conseguiremos. Uma equipa que começa a ganhar aos dois minutos não pode fazer uma segunda parte daquelas”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.