Assinar
Cultura

Óbidos: Mais de uma centena de investigadores no Simpósio Internacional de Castelos

Mais de uma centena de especialistas em castelos do espaço mediterrânico participam, em Óbidos, no II Simpósio Internacional de Castelos, que decorrerá na vila entre quarta feira e sábado.

Mais de uma centena de especialistas em castelos do espaço mediterrânico participam, em Óbidos, no II Simpósio Internacional de Castelos, que decorrerá na vila entre quarta feira e sábado.

Castelo de Óbidos

“Cientificamente é um evento da maior importância com a participação de investigadores de vários países e que trará novidades sobretudo ao nível das fortificações no período islâmico” disse à Lusa Miguel Silvestre, responsável pela Rede de Investigação, Inovação e Conhecimento de Óbidos.

Comissariado por Isabel Cristina Ferreira Fernandes (investigadora da Universidade de Coimbra), e subordinada ao tema “Fortificações e Território na Península Ibérica e no Magreb (Séculos V a XVI)” o simpósio reúne investigadores de Portugal, Espanha, França, Marrocos, Tunísia e Reino Unido.

Dirigido a um público especializado, o evento que assinala os cem anos da classificação do Castelo de Óbidos, dará a conhecer os mais recentes estudos sobre castelos no espaço de confluência mediterrânica.

“Espera-se a divulgação de um conjunto de informações novas ao nível do impacto da artilharia e armas de fogo nas fortificações” e novo dados em relação a fortificações portuguesas no estrangeiro, uma vez que “as muralhas pré islâmicas não foram devidamente estudadas durante muitos anos e estão agora a merecer muita atenção da comunidade científica”, explica Miguel Silvestre.

Mais de uma década passada sobre a primeira edição do simpósio (realizado pela primeira vez em Palmela) e evento irá centrar-se ainda em abordagens comparativas entre castelos em território português e espanhol, na apresentação de resultados de escavações arqueológicas e na discussão de soluções de preservação e restauro dos castelos.

As conclusões do simpósio serão editadas em ata durante o próximo ano.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.