Assinar
Sociedade

O resgate da gata Violeta (vídeo)

A Violeta passou quase dois dias no telhado de uma casa de primeiro andar, junto à Estação de Leiria. Os Bombeiros Voluntários de Leiria ajudaram-na a descer.

Subiu ao telhado de uma casa de primeiro andar, junto à Estação de Leiria, e ali ficou quase dois dias, na passada semana. Deitada ou dando voltas às telhas, como se estivesse a avaliar as suas opções para poder descer. Sem comer, sem beber e miando incansavelmente.

A vizinhança, sensível ao aparente desespero da gata Violeta, desdobrou-se em contactos para conseguir resgatá-la. O socorro chegou ao meio da tarde de sexta-feira, com uma auto-escada dos Bombeiros Voluntários de Leiria.

A estrutura de metal não agradou contudo à Violeta que se fez difícil e procurou refúgio do outro lado do telhado.

Albino e Nuno Rodrigues, os dois bombeiros mobilizados para o local, não desistiram. Treparam à nespereira encostada à casa e convenceram a gata a descer… com fiambre.

Este tipo de resgate não é caso raro no rol de serviços prestados pelos bombeiros.

José Almeida Lopes, comandante dos Voluntários de Leiria, considera, no entanto, que em muitos casos, o cidadão comum pode resolver o problema sem recorrer aos bombeiros, até porque a auto-escada afugenta os animais. “Basta ter alguma imaginação e tentar encontrar uma alternativa”, sensibiliza o responsável.

“Os bombeiros não são tantos quanto isso e têm que estar disponíveis para outras operações”, lembra ainda, reafirmando, ainda assim, a disponibilidade da corporação em ajudar quem precisar.

Martine Rainho (texto)
martine.rainho@regiaodeleiria.pt
Joaquim Dâmaso (fotografia)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.