Assinar
Sociedade

Obras na zona alta do Centro Histórico de Leiria iniciaram-se hoje

Investimento de 1,5 milhões de euros vai requalificar um dos núcleos antigos da cidade, envolvendo a zona do Castelo, Sé, Terreiro e Arquivo Distrital.

As obras na zona alta do Centro Histórico de Leiria, orçadas em cerca de 1,5 milhões de euros, começaram hoje com o objetivo de requalificar a área, disse à agência Lusa fonte da Câmara Municipal de Leiria.

“As obras vão requalificar um dos núcleos antigos da cidade de Leiria que não tiveram intervenção no âmbito dos programas Procom, Urbcom ou Polis”, afirmou o vereador com o pelouro das Obras Municipais, Lino Pereira.

O responsável explicou que “era importante a concretização deste investimento no espaço público”, exemplificando que “a envolvente do Castelo de Leiria vai ficar mais valorizada e mais apelativa”.

Segundo Lino Pereira, os trabalhos, que vão decorrer num quarteirão entre o Castelo, a Sé, o Terreiro e o Arquivo Distrital “vão dar outra qualidade de vida aos cidadãos, sobretudo ao nível das acessibilidades”.

Remodelação das infraestruturas enterradas, colocação de novo mobiliário urbano, repavimentação das ruas de acordo com a sua utilização, seja viária, pedonal ou mista, e reforço da iluminação pública estão entre as intervenções previstas.

Outros dos trabalhos passam pela remoção ou minimização das barreiras arquitetónicas, criação de passeios e passagens pedonais, a reorganização do estacionamento e instalação de nova sinalética, contentores para resíduos sólidos, arborização e sinalética.

Lino Pereira admitiu que no futuro possam ainda ocorrer alterações no tráfego automóvel decorrentes das obras que hoje iniciaram.

Realizado no âmbito do Programa de Acção Local para a Regeneração Urbana do Centro Histórico de Leiria, o investimento, cuja comparticipação comunitária pode chegar aos 80 por cento, tem um prazo de execução de oito meses.

A autarquia adverte contudo que devido a estes trabalhos vai ser necessário encerrar ao trânsito vários arruamentos, aconselhando os munícipes que se dirigem para os diversos serviços da zona alta do Centro Histórico, como o Governo Civil, a PSP, a GNR, a Proteção Civil, escolas, Castelo ou a Igreja de São Pedro a optarem por percursos alternativos ou a deslocarem-se a pé.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.