Assinar
Sociedade

Santuário de Fátima lança concurso para hino do centenário dos acontecimentos na Cova da Iria

O Santuário de Fátima lançou um concurso para o hino do centenário dos acontecimentos de 1917 na Cova da Iria, cujas comemorações iniciam na próxima quarta feira.

O Santuário de Fátima lançou um concurso para o hino do centenário dos acontecimentos de 1917 na Cova da Iria, cujas comemorações iniciam na próxima quarta feira.
O concurso, uma das iniciativas integradas nas comemorações, que terminam em 2017, aceita composições literárias poéticas com o objetivo de serem cantadas em celebrações, litúrgicas ou não.

Os trabalhos, que devem ter como tema principal os cem anos dos acontecimentos de Fátima, têm de chegar à instituição até dia 21 de janeiro próximo, sendo que a composição vencedora ganha 1500 euros, anunciou o santuário.

Integram o júri do concurso o reitor do santuário de Fátima, Virgílio Antunes, o coordenador da comissão organizadora das comemorações, Vítor Coutinho, a especialista em cultura clássica Maria Helena da Rocha Pereira, o escritor Vasco Graça Moura e o diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, José Tolentino Mendonça.

Entretanto, quarta feira, o Santuário de Fátima apresenta o programa do centenário e o tema do ano pastoral 2010-2011. A iniciativa, que decorre no Centro Pastoral Paulo VI, começa com a abertura de uma exposição, seguindo-se um momento musical.

Uma alocução do bispo da Diocese de Leiria-Fátima, António Marto, antecede a divulgação, pelo reitor do Santuário de Fátima, do programa de comemorações, que prevê um tema específico para cada ano e onde estão incluídas várias actividades, como congressos, debates ou lançamento de publicações.

A jornada de apresentação do programa contempla ainda uma conferência sobre o tema pastoral do santuário, a cargo do teólogo João Duque, encerrando com o discurso do cardeal patriarca de Lisboa, José Policarpo.

A 12 de outubro último, na conferência de imprensa que antecedeu a última grande peregrinação do ano ao santuário, o reitor afirmou que a celebração do centenário dos acontecimentos de 1917 vai ser “uma oportunidade de grandíssima difusão de uma mensagem de fé”.

Segundo Virgílio Antunes, as comemorações do centenário vão ser “um grande acontecimento, não apenas em Portugal”, mas que irão ter também “uma grande repercussão a nível internacional”.

Na ocasião, o responsável defendeu ainda que “a mensagem de Fátima é fundamental para a evangelização nos tempos que correm”, considerando que para os portugueses e para a Igreja Católica em Portugal, Fátima é “um elemento fundamental da sua identidade”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.