A vereadora da Câmara de Leiria, Blandina Oliveira, que na passada semana abdicou dos seus pelouros, revela ao REGIÃO DE LEIRIA que tem sido alvo de pressões e ameaças para renunciar ao mandato.

Blandina Oliveira

“Sim, houve pressões e durante a última semana recebi 2 ou 3 ameaças anónimas. É natural sofrer pressões sobretudo quando os interesses de alguns iam contra as informações prestadas pelos serviços, os pareceres jurídicos, técnicos, regulamentos e demais legislação em vigor. Obviamente, que cortar a direito e fazer o que está correcto afecta muito interesses instalados”, denuncia a vereadora.

Na entrevista exclusiva – que o REGIÃO DE LEIRIA publica amanhã ao longo de três páginas e na qual abre o livro sobre a sua ex-equipa e sobre o que se passou no primeiro ano da Câmara liderada por Raul Castro –, Blandina Oliveira afirma que a ameaça “mais explícita foi um e-mail anónimo” que recebeu no dia 17.

Uma mensagem “que considero de muito mau gosto, e que já tomei as devidas providências com as autoridades. De certa forma punha em causa a minha integridade física e a dos que me são queridos. Terminava a pedir para renunciar ao mandato”, conclui.

A entrevista pode ser lida na íntegra na edição em papel do REGIÃO DE LEIRIA publicada desta sexta-feira, 21 de Janeiro de 2010.

João Carreira
joao.carreira@regiaodeleiria.pt