A Câmara apresentou esta semana o projecto de uma rede ciclável, que prevê a construção de três tipos de pistas de bicicletas, nomeadamente pistas unidireccionais com 1,20 a 1,50 metros de largura, pistas bidireccionais com dois a três metros de largura e pistas partilhadas por peões e bicicletas, com 2,50 metros de largura.

Os percursos cicláveis serão classificados quanto ao seu uso, em urbano/funcional, que tem como objectivo incrementar a mobilidade dentro das cidades; de recreio, que integra uma componente  paisagística apelativa e de ligação, que tem como função ligar dois locais específicos.

Para Leiria estão previstos os seguintes troços: Ligação da Avenida 25 de Abril à Avenida Bernardo Pimenta, com a criação de duas faixas unidireccionais e a manutenção do estacionamento longitudinal do lado direito do sentido descendente da via. Como percurso complementar, prevê-se a definição de duas faixas unidireccionais na Rua Cidade de Halton e a ligação à pista partilhada existente na margem Sul do Rio Lis.

Outro troço corresponderá à ligação da variante dos Capuchos à envolvente Sul, com a criação de uma faixa bidireccional.

Relativamente à Avenida das Comunidades Europeias e dadas as velocidades praticadas no local (superiores a 50 km/hora), deverá ser criada uma pista de bicicletas bidireccional, com dois metros de largura, separada do tráfego automóvel pela ordem de vulnerabilidade: peão, ciclista, automóvel. Neste troço, a passagem para peões deverá ser elevada dado tratar-se de um percurso pedonal muito utilizado pelos alunos provenientes do campus 2 do IPL. Toda a pista de bicicletas será limitada, junto ao lancil, por guarda metálica de segurança contínua até à passagem para peões.