Assinar
Sociedade

Três pessoas detidas por crimes de lenocínio e auxílio à imigração ilegal em Leiria

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um homem e duas mulheres suspeitos da prática dos crimes de lenocínio, falsificação de documentos e auxílio à imigração ilegal cometidos na cidade de Leiria.

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um homem e duas mulheres suspeitos da prática dos crimes de lenocínio, falsificação de documentos e auxílio à imigração ilegal cometidos na cidade de Leiria.

Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ informa que durante as diligências “foram apreendidos diversos documentos e objetos utilizados na prática dos referidos crimes”.

Os detidos, com idades entre os 27 e 39 anos, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para a eventual aplicação de outras medidas de coação, acrescenta o comunicado.

Fonte da PJ esclareceu que dois dos arguidos são “um casal que, há vários anos, dentro do seu apartamento, dedicava-se à prática dos crimes de lenocínio, usando, essencialmente, mulheres estrangeiras”, obtendo “proventos financeiros dessa atividade”.

A outra arguida detida, que se encontra em situação ilegal em Portugal, “tinha um passaporte do seu país de origem mas também um bilhete de identidade português que se apurou ser falso”, referiu este responsável.

Na operação policial, a PJ identificou outras quatro mulheres, estrangeiras, explicou a mesma fonte, adiantando que a investigação começou há dois anos no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e transitou depois para a PJ.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.