Assinar
Sociedade

Tribunal de Caldas da Rainha começa hoje a julgar alegado etarra

Andoni Zengotitabengoa Fernandez, um dos dois alegados etarras que ocupavam uma vivenda onde foram descobertos 1.500 quilos de explosivos, em Óbidos, começa hoje a ser julgado no Tribunal de Caldas da Rainha.

Andoni Zengotitabengoa Fernandez, um dos dois alegados etarras que ocupavam uma vivenda onde foram descobertos 1.500 quilos de explosivos, em Óbidos, começa hoje a ser julgado no Tribunal de Caldas da Rainha.

Andoni Zengotitabengoa Fernandez, de 32 anos, é acusado pelo Ministério Público (MP) de dois crimes de furto qualificado, nove crimes de falsificação e um crime de detenção de arma proibida, todos com vista à prática de terrorismo, e ainda um crime de resistência e coação sobre funcionário, praticados, segundo a acusação “enquanto membro da ETA”.

O coletivo de juízes, presidido por Paulo Coelho e que integra as juízas Isabel Batista e Filomena Serrano, marcou para 13 e 14 de setembro o início da produção de prova no âmbito o processo com nove volumes e 16 apensos.

Dois intérpretes/tradutores estão destacados para acompanhar o julgamento que envolve 36 testemunhas arroladas pela acusação e que irá decorrer rodeado de fortes medidas de segurança.

O trânsito e estacionamento na zona do tribunal está condicionado desde as 17:00 de segunda-feira até às 20:00 de quarta-feira e quer as instalações do edifício quer a zona envolvente foram já verificadas por elementos do Grupo de Intervenção de Segurança Prisional (GISP) e da PSP.

O início do julgamento está marcado para as 09:30 no Tribunal Judicial de Caldas da Rainha.

Andoni Zengotitabengoa Fernandez – alegado militante da ETA, uma organização considerada terrorista pelas autoridades espanholas e que defende a independência do País Basco – encontra-se detido preventivamente no Estabelecimento Prisional de Monsanto, considerado de alta segurança.

Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.