Assinar Edições Digitais
Sociedade

Mau tempo desaloja família e motiva mais de uma centena de pedidos de ajuda

A forte chuva que se fez sentir hoje na região de Leiria entre as 13:00 e as 15:00 desalojou um casal residente em Maceira, Leiria, informou o comandante dos Bombeiros Voluntários locais.

Granizo à porta de uma empresa em Albergaria, Marinha Grande

A forte chuva que se fez sentir hoje na região de Leiria entre as 13:00 e as 15:00 desalojou um casal residente em Maceira, Leiria, disse à Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários locais.

“A casa era antiga e os estragos provocados pelo granizo causaram estragos consideráveis na habitação”, informou Luís Ferreira, acrescentando que o casal já se encontra em casa de familiares.

Granizo "semeado" em Albergaria

Nesse período de duas horas os Bombeiros Voluntários da Maceira registaram 40 ocorrências: queda de cabos elétricos e de um muro que arrastou uma viatura, além dez inundações em caves de habitações e duas em imóveis ligados ao comércio.

A precipitação intensa desencadeou mais de uma centena de pedidos de ajuda, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria.

A mesma fonte informou que não existe qualquer ferido a registar e que a situação está a estabilizar, tendo atingido concelhos como Bombarral, Óbidos, Alcobaça, Caldas da Rainha, Marinha Grande, Nazaré e Leiria.

As inundações motivaram a maioria dos pedidos de ajuda, ainda que não existam informações de danos significativos a registar.

Segundo o CDOS a água chegou a invadir algumas das casas no centro histórico de Leiria.

Em Amor o granizo que caiu tinha o tamanho de castanhas

“Houve algumas situações às quais tivemos que acorrer, mas neste momento está tudo controlado”, disse à Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários de Leiria.

Em Turquel, Alcobaça, há a registar estragos nos telhados de algumas casas e a estrada municipal entre Alcobaça e Pataias chegou a estar cortada, informou o comandante dos Bombeiros Voluntários de Alcobaça, Mário Cerol.

Em Valado de Frades, Nazaré, repetiu-se o cenário de garagens inundadas e houve necessidade de cortar ao trânsito uma rua daquela freguesia, disse o comandante dos Bombeiros Voluntários da Nazaré, João Estrelinha.

Só em Caldas da Rainha, os Bombeiros Voluntários receberam entre as 13:00 e as 15:00 cerca de trinta chamadas, informou o comandante interino, Nelson Cruz.

Além de inundações na via pública, nas zonas mais baixas da cidade, foram registadas inundações em cinco garagens, a queda de um muro (já removido) e o abatimento de um pequeno troço de estrada, já sinalizado pelos bombeiros.

O trânsito já foi retomado, embora de forma condicionada, disse o comandante dos bombeiros.

Lusa