Assinar Edições Digitais
Cultura

Pinho Vargas inspira guitarra de Pedro Rodrigues no Teatro Miguel Franco

Pedro Rodrigues apresenta sexta-feira, 20 de janeiro, em Leiria, um recital exclusivamente composto de transcrições para guitarra clássica de peças para piano, da área do jazz, de António Pinho Vargas.

O músico Pedro Rodrigues apresenta sexta-feira, 20 de janeiro, no Teatro Miguel Franco, em Leiria, um recital exclusivamente composto de transcrições para guitarra clássica de peças para piano, da área do jazz, de António Pinho Vargas.

Pedro Rodrigues

O trabalho de transcrições foi feito “por gosto”, disse o músico que o ano passado editou um livro, pela Notação XXI, com as partituras das transcrições que fez das 26 peças para piano de Pinho Vargas.

“O concerto de cerca de uma hora é constituído por cerca de 16 peças”, disse Pedro Rodrigues à Lusa.

“A escolha foi obviamente por gosto”, sublinhou Pedro Rodrigues que referiu que levou cerca de um mês a transcrever as 26 peças do compositor.

Atualmente Pedro Rodrigues, de Leiria, é doutorando na Universidade de Aveiro, sob a orientação de Paulo Vaz de Carvalho e Alberto Ponce, e professor assistente na mesma instituição académica.

O guitarrista iniciou o percurso musical aos cinco anos, tendo estudado no Orfeão de Leiria com José Mesquita Lopes e participado em “masterclasses” de David Russell, Leo Brouwer, Joaquin Clerch e Darko Petrinjiak.

No ano passado, Pedro Rodrigues realizou digressões a Espanha, Brasil e Taiwan.

Na próxima segunda-feira, Pedro Rodrigues apresenta-se em Lisboa, na Sala dos Espelhos do Palácio Foz, com a flautista Monika Streitova, com a qual já atuou no Festival de Olomouc, na República Checa, no ano passado.

O programa deste concerto inclui “Três cenas portugueses”, opus 09 de Vianna da Motta, Quatro peças de Pinho Vargas e Danza española n.º1, de Manuel de Falla, todas peças com transcrição para guitarra clássica de Pedro Rodrigues.

Do alinhamento consta ainda um elaborado exercício de tablatura de um anónimo eslovaco do século XVII, “Deux Danses”, de J. Feld, “Serenata al alba del dia”, de Rodrigo, “Luminiscence”, de Bachratá e “Giordano Bruno”, de Rak.

Depois do concerto em Leiria, Pedro Rodrigues parte em viagem, para levar a sua música até à Índia e Brasil.

Lusa