Assinar Edições Digitais
Cultura

Cerca de 40 espetadores abandonaram concerto de Jorge Palma em Leiria

O concerto de Jorge Palma em Leiria, no Teatro José Lúcio da Silva, ficou marcado pela saída precoce de cerca de 40 espetadores, insatisfeitos com a performance do músico.

O concerto de Jorge Palma em Leiria, no Teatro José Lúcio da Silva, ficou marcado pela saída precoce de cerca de 40 espetadores, que ficaram insatisfeitos com a performance do músico e pediram a devolução do dinheiro pago pelos bilhetes.

Jorge Palma

Uma das pessoas que saiu no início do concerto contou ao REGIÃO DE LEIRIA que, logo desde o início, se notou que algo não estava bem, “na voz no comportamento em palco”.

Depois de ter começado o concerto – com 45 minutos depois da hora marcada -, Jorge Palma, que apresentava o novo disco “Com todo o respeito” acompanhado pelo filho Vicente Palma, assumiu responsabilidades pelo atraso e iniciou a atuação. Mas as primeiras músicas foram cantadas de voz arrastada e falhando algumas notas.

Algumas pessoas manifestaram desde logo desagrado e um primeiro grupo de 30 elementos do público saiu ao fim da segunda música. Mais tarde sairia outro grupo, de cerca de dez elementos. Todos receberam de volta os 15 euros pagos pelos bilhetes, que revertiam a favor das iniciativas da Associação Cultura e Juventude (ACJ), que organizou o concerto com o apoio à produção do Académico de Leiria.

Ainda segundo outro espetador presente no Teatro José Lúcio da Silva, “de cada vez que se levantava, Jorge Palma dava dois passos ao lado”, mas a sua performance musical e em palco “foi melhorando com o tempo”.

“Durante o espetáculo só bebeu água”, garante Luís Pinto, do Académico de Leiria, reconhecendo que o artista se apresentou embriagado no palco, no sábado.

“O que passou é uma coisa que apenas ao artista diz respeito. Ele apresentou-se inicialmente com embriaguez, o que infelizmente não é novidade. As primeiras quatro músicas revelaram algumas dificuldades de  ritmo, parou alguma vezes, mas depois recuperou e foi aplaudido de pé no final”, diz Luís Pinto.

Esta foi a segunda vez que o Académico de Leiria promoveu (direta ou, como agora, indiretamente) um concerto de Jorge Palma em Leiria. Em 2010, numa organização da associação, houve problemas semelhantes, mas ninguém abandonou a sala. Neste sábado, foi diferente: “Nunca nos tinha acontecido. Quando alguém lhe disse que estavam pessoas a sair, ele disse que o que estava a fazer era com todo o respeito”.

E trará o ACJ ou o Académico de Leiria novamente Jorge Palma a Leiria? “Não sei. Ele fez um magnífico espetáculo, apesar de tudo. Ele tem o público dele, que respeita a forma como ele é e enche salas. Quando alguém do público lhe dizia alguma coisa, havia logo 90 e tal incentivos de outras pessoas, que lhe diziam ‘força Jorge!’. Mas é um risco muito grande”.