Assinar Edições Digitais
Cultura

SAMP lança coro especialmente dedicado a desempregados

Um coro especialmente dedicado a desempregados e cuja participação é gratuita é a nova aposta da Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP), disse à agência Lusa o diretor artístico da instituição.

Um coro especialmente dedicado a desempregados e cuja participação é gratuita é a nova aposta da Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP), disse à agência Lusa o diretor artístico da instituição.

Ao Coro SAMP e aos coros juvenil e infantil junta-se o "Coro do Tempo Bem Empregue"

O coro surge como resposta a “algumas solicitações de adultos que por alguma razão perderam o seu emprego, mas que são confrontados com os custos inerentes à aprendizagem da música que neste momento é difícil suportar”.

O projeto insere-se no âmbito da ação social da associação e os futuros coralistas contarão com a ajuda das “pessoas que já trabalham na SAMP e que habitualmente oferecem horas de voluntariado”, revelou aquele que será também o maestro do coro.

Os ensaios do “Coro do Tempo Bem Empregue” – assim foi batizado pela SAMP – decorrem às quintas-feiras, às 14:30, e duram uma hora e meia. As provas de admissão estão marcadas para 02 de fevereiro, na sede da associação artística e musical, pelas 15:00.

“Nunca tive tanto desejo que um projeto durasse o menor tempo possível: se as pessoas saírem isso significaria que as pessoas teriam recuperado o seu posto de trabalho”, concluiu Paulo Lameiro.

A ideia é, “além do enriquecimento cultural”, contribuir para que as pessoas adquiram novas competências pessoais e sociais que lhes sejam também úteis no futuro a nível profissional, acrescentou Paulo Lameiro, convicto de que entre ensaios e concertos o novo coral ‘exercite’ as suas capacidades de comunicação.

“Alguns podem ter perdido o emprego com alguma surpresa, mas é com agrado que veem este tempo livre como uma oportunidade e não apenas como um passatempo”, sublinhou.

A Sociedade Artística Musical dos Pousos – SAMP – é uma Instituição de Utilidade Pública fundada em 1873. Teve como primeiro presidente o Barão de Viamonte e entre as várias personalidades que então participaram na sua constituição conta-se Eça de Queiroz.

De toda a atividade da SAMP destaque para o projeto de ensino artístico dedicado à primeira infância, sendo o mais mediático o “Música para Bebés”.

Lusa