Assinar Edições Digitais


Sociedade

Criatividade, diversão e crítica encheram praça de Vieira de Leiria

Música, dança, teatro, artesanato e pintura estiveram em grande plano no largo da igreja de Vieira de Leiria, num dia cheio de cultura que serviu também para exibir o “estendal da pieguice”.

Música, dança, teatro, artesanato e pintura estiveram em grande plano no largo da igreja de Vieira de Leiria, num dia cheio de cultura que serviu também para exibir o “estendal da pieguice”.

Cerca de 80 artistas passaram pelo largo da igreja de Vieira de Leiria

A iniciativa OCUP’ARTE “correu muito bem, dentro das nossas expectativas” conta São Trindade, membro do Teatresco, entidade organizadora do evento.

Ao longo de todo o dia, além das dez entidades artísticas e culturais que marcaram presença, cerca de 80 artistas passaram pelo palco improvisado, mostrando o seu talento.

No final do dia, o desfile do enterro do Entrudo percorreu a Vieira de Leiria, com muitos mascarados acompanhados pela banda Tocándar. “Tivemos muita gente a assistir e várias pessoas acabaram por participar no nosso desfile”, conta São Trindade.

Destaque para o “estendal da pieguice”, um espaço em que qualquer pessoa podia fazer a sua crítica ao Governo: “Desde a troika até ao problema dos animais em vias de extinção, foram várias as críticas apontadas”, refere a responsável.

Uma nota para uma tenda improvisada, feita com sacos de plástico, da autoria de dois anónimos que se disfarçaram de “homens da luta” e que, segundo a organização “animaram o evento com música e boa disposição”.

A organização e as entidades envolvidas na iniciativa estão já a pensar numa segunda edição.