Assinar Edições Digitais
Cultura

Museu do Freixial: quem quer criar arte a partir da tradição?

Há dez anos que o Museu do Freixial anda a reacender as memórias da vida de outros tempos. Agora, comemorando uma década de existência, o espaço do Arrabal, freguesia do concelho de Leiria, lança um desafio a artistas: pegar “fogo criativo” ao legado do museu e reinventá-lo.

Há dez anos que o Museu do Freixial anda a reacender as memórias da vida de outros tempos. Agora, comemorando uma década de existência, o espaço do Arrabal, freguesia do concelho de Leiria, lança um desafio a artistas: pegar “fogo criativo” ao legado do museu e reinventá-lo.

O objetivo é desvendar novas visões sobre o Museu Etnográfico do Freixial, projeto do rancho folclórico local que tem pugnado pela preservação e reconstituição das atividades ligadas à agricultura e tradição.

O destaque de todo o labor das pessoas do Freixial vai para a casa rural, que recria ao pormenor o ambiente do final do século XIX.

Os trabalhos serão apresentados numa exposição a inaugurar em setembro e podem ser em qualquer domínio das artes (pintura, desenho, escultura, tapeçaria, olaria, multimédia, etc), desde que tenham como inspiração o museu e sua identidade cultural.

Os interessados podem entregar os trabalhos entre 18 de março e 26 de agosto.

O programa de aniversário propriamente dito já arrancou. “A comemoração e estas atividades são para demonstrar e dignificar o esforço feito ao longo destes anos. Este espaço só existe porque existem pessoas que gostam dele”, diz Vera Ferreira, do Rancho do Freixial, uma das voluntárias que mantém o museu em atividade.

“Quando falamos do museu, estamos a falar sempre de trabalho voluntário”. O Museu do Freixial está aberto ao fim de semana, da parte da tarde.

Noutro horário, as visitas podem ser solicitadas para o e-mail rffmuseu@gmail.pt.

(notícia publicada na edição de 27 de janeiro 2012)