Assinar Edições Digitais
Sociedade

Acampamento selvagem está de volta na Marinha Grande

Os dias de desassossego na rua Vila Real de Santo António, na Marinha Grande, estão de volta. O problema prende-se com garagens ocupadas por dezenas de pessoas.

Os dias de desassossego na rua Vila Real de Santo António, na Marinha Grande, estão de volta. O problema prende-se com garagens ocupadas por dezenas de pessoas, em jeito de acampamento.

Habitações foram emparedadas mas as garagens foram ocupadas (fotografia de arquivo: Joaquim Dâmaso)

Em maio do ano passado, várias habitações foram emparedadas para tentar colocar um ponto final na situação de degradação da higiene pública que por lá se vivia.

Mas o problema está de volta. De acordo com o relato de vizinhos, foram ocupadas garagens por várias dezenas de pessoas. O ruído e os cheiros “nauseabundos” regressaram.

“É um problema de saúde pública”, dizem. “Não têm água nem esgotos, e os dejetos estão por todo o lado e acabam por ser colocados nos caixotes do lixo”, conta um vizinho. Há ainda casos de roubo de eletricidade.

“A EDP vem cá desligar essas baixadas ilegais, mas prontamente são feitas novamente. A eletricidade é gasta sem controlo e somos todos nós que temos de a pagar”, acrescenta.

Álvaro Pereira, presidente do município, reconhece a gravidade do problema, mas lamenta que a propriedade do imóvel ainda aguarde decisões judiciais, situação que limita imenso a ação da autarquia.

O problema está a ser estudado, assegura, bem como as formas de o resolver, “apesar do vazio legal” que persiste, explica.

(notícia publicada na edição de 9 de março de 2012)

Carlos S. Almeida
carlos.almeida@regiaodeleiria.pt