Assinar Edições Digitais
Mercado

Crise na construção leva AECOPS a encerrar delegação de Leiria

As instalações da AECOPS em Leiria, sede da delegação regional do Centro, encerraram no início de março, no decurso de um ajustamento dos serviços prestados pela associação, que representa empresas de construção e obras públicas.

As instalações da AECOPS em Leiria, sede da delegação regional do Centro, encerraram no início de março, no decurso de um ajustamento dos serviços prestados pela associação, que representa empresas de construção e obras públicas.

Uma circular distribuída aos associados – cerca de 200 no distrito de Leiria – explica que “a decisão decorre da necessidade de racionalizar recursos, face à conjuntura”.

A medida também atinge Castelo Branco, Santarém e Évora. Em Leiria, a única funcionária ao serviço foi dispensada num despedimento coletivo que afetou 20 pessoas a nível nacional.

Atuando no território abaixo do Rio Mondego, nos últimos anos a AECOPS passou de 6.200 associados para os atuais 1.900, sofrendo os efeitos da crise no sector.

O diretor executivo da delegação regional do Centro, João Franco, garante, contudo, que “o atendimento vai continuar a ser feito em todo o distrito” e ele próprio mantém-se disponível para “dar apoio às empresas”.

Na prática, isto significa que a maioria das questões passa a ser tratada por telefone ou e-mail e que as reuniões decorrem nas instalações das empresas. Quanto às ações de formação, passam a decorrer em espaços externos, como já sucedia sempre que eram muito procuradas.

(notícia publicada a 16 de março de 2012)