Assinar Edições Digitais
Mercado

Apicultura escapa à crise e atrai cada vez mais jovens

O número de produtores na associação de Leiria cresceu 15% no ano passado. A melhoria do apoio técnico tem ajudado a valorizar o mel, vendido a sete euros por quilo.

O interesse dos jovens na apicultura está a relançar a atividade. Por curiosidade ou à procura de rendimentos suplementares, são cada vez mais os que se dedicam à criação de abelhas.

Entre as atividades da Associação de Apicultores da Região de Leiria contase a realização regular de ações de formação, de modo a disseminar conhecimentos técnicos indispensáveis

O número de novos sócios entrados na Associação de Apicultores da Região de Leiria (AARL) duplicou no ano passado, confirmando que a comercialização de mel escapa à crise e tem futuro.

“Hoje a apicultura é exercida por pessoas mais esclarecidas tecnicamente e estamos a assistir a uma chegada continuada de gente jovem e preparada academicamente”, afirma Jacob Pinto, presidente da AARL, organismo que atua preferencialmente nos distritos de Leiria e norte de Santarém e cujo universo de associados cresceu 15% em 2011.

Mas o que move esta nova vaga de apicultores?

Leia a reportagem na íntegra nas páginas 34 e 35 da edição de 4 de maio de 2012.

Cláudio Garcia
claudio.garcia@regiaodeleiria.pt