A tradição repete-se ano após ano, há cinco séculos, sempre em agosto: Abiul veste-se de cores garridas e enche a praça da aldeia para assistir às touradas. Agora, a autarquia de Pombal reconheceu a importância do espetáculo na história e economia do concelho e atribuiu-lhe o título de Património Cultural Imaterial do Município.

A iniciativa surge integrada num movimento de âmbito nacional, que quer candidatar as touradas a Património Cultural e Imaterial da Humanidade (tal como aconteceu com o fado).

As 39 autarquias que compõem a Secção de Municípios com Atividade Taurina estão a liderar o processo, explica o presidente da Junta de Abiul, António Carrasqueira.

O autarca preside à única freguesia do concelho de Pombal com tradição taurina – e que reclama o título de praça de touros mais antiga do país – e não tem dúvidas sobre o valor das touradas.

Aos defensores dos direitos dos animais, atira: “têm um desconhecimento total do que é a agricultura e de como isto contribui para a economia e para o ecossistema”.

Os aficionados, esses, podem já anotar na agenda: este ano, Abiul leva touros à arena nos dia 4, 5 e 14 de agosto.

(notícia publicada na edição de 11 de maio de 2012)

SMF