Assinar
Cantinho dos Bichos

Dê banho ao seu animal sem meter água

Passemos à fase do banho. Um cão deve tomar banho, em média, uma vez de dois em dois meses. No caso dos gatos, o período de intervalo deve ser de seis meses.

Começamos pelo fim. Se o seu animal tiver pelo comprido, deve escová-lo todos os dias. O conselho é de Cristina Silva Ribeiro, especialista em estética canina e felina da Clínica Veterinária do Lis, em Leiria.

Passemos agora à fase do banho. Um cão deve tomar banho, em média, uma vez de dois em dois meses. No caso dos gatos, o período de intervalo deve ser de seis meses.

Apesar dos gatos passarem grande parte do dia a lavar-se, é necessária uma ação mais profunda nos felinos, não só para cuidar do pelo, mas também para cuidar da pele.

A tarefa, em alguns casos, quase que merece um plano de emergência e, por isso, é que muitos donos preferem levar o animal à clínica veterinária para o banho e a tosquia.

Mesmo assim, se o espírito aventureiro se apoderar de si e se sentir capaz de dominar “o bicho”, pode até fazê-lo na banheira lá de casa. Cristina Ribeiro recomenda que utilize um tapete antiderrapante para ajudar o animal a ficar quieto e evitar quedas. Deve usar produtos adequados ao animal e ao pelo do cão ou do gato e água tépida.

Ultrapassado o banho, ainda é preciso secar o pelo. Há quem prefira toalhas, outros o secador, alguns deixam o animal fazer esse “frete” naturalmente. Qual o melhor? A especialista aconselha o secador. “Além do pelo, a pele também deve ficar seca”, afirma.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.