Assinar
Mercado

Mercado automóvel com quebra de 50% em Leiria

As marcas estão a fechar menos três negócios por dia. Nos piores resultados dos últimos 20 anos, o segmento de ligeiros de passageiros é o que mais
recua. Mas vendas da Porsche crescem.

As marcas de automóveis fecharam menos três negócios por dia no distrito de Leiria durante os primeiros quatro meses do ano, face ao período homólogo de 2011. De janeiro a abril, as vendas de veículos novos caíram para metade.

De janeiro a abril, venderam- se 697 veículos ligeiros de passageiros novos no distrito de Leiria. Três em cada quatro negócios ocorreram nos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Pombal, Alcobaça e Caldas da Rainha

É nos ligeiros de passageiros que a crise mais se manifesta, com uma quebra de 56%. Nos ligeiros de mercadorias, regista-se um recuo de 32%. Em conjunto, estes dois segmentos valem 95% do mercado regional.

A recessão, que acompanha o cenário a nível nacional, com os piores resultados dos últimos 20 anos, pode ser ainda mais profunda, alerta o presidente da ANECRA (Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel), Jorge Neves da Silva.

De acordo com o histórico dirigente, uma parte destas matrículas terão sido inscritas pelos próprios concessionários ou distribuidores, para cumprir contratos de objetivos, sendo de prever dificuldades acrescidas nos próximos meses.

Leia a notícia na íntegra na página 23 da edição de 29 de junho de 2012.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.