Assinar
Sociedade

Igreja da Santíssima Trindade é basílica menor

Ainda que para muitos a Igreja da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima, já fosse conhecida como “basílica nova”, só agora recebeu essa classificação.

Ainda que para muitos a Igreja da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima, já fosse conhecida como “basílica nova”, só agora recebeu essa classificação. A notícia foi dada dia 12, no decorrer das cerimónias de agosto.

Foto de arquivo: Joaquim Dâmaso

Em comunicado, o Santuário refere que “recebeu com grande alegria a notícia de que a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos” concedeu à Igreja da Santíssima Trindade “o título de basílica menor”. A atribuição do título insere-se nas celebrações do Centenário das Aparições.

Para António Marto, bispo de Leiria-Fátima, o título vem dar maior visibilidade à mensagem de Fátima e reconhecer o espaço, inaugurado em 2007, como “centro importante e significativo de peregrinação”.

Luciano Guerra, antigo reitor do Santuário e impulsionador do projeto da basílica, também ficou satisfeito com a notícia: “Por se ter provado, em pouco tempo, que a nova igreja não era só muito conveniente, era mesmo necessária. E também por o Sumo Pontífice reconhecer, tão cedo, que este espaço – objeto de bastante controvérsia, por motivos vários, e talvez também pela sua aparente neutralidade arquitetónica – responde bem à necessidade urgente que o povo de Deus tem de se concentrar durante as celebrações de oração”, refere.

Domingo, dia 26, a eucaristia oficial das 15 horas no Santuário de Fátima celebra-se-á em ação de graças pela atribuição, pela Santa Sé, do título de Basílica à Igreja da Santíssima Trindade. A missa realizar-se-á na Basílica da Santíssima Trindade e será presidida pelo bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto.

Cláudia Gameiro
claudia.gameiro@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.