Assinar Edições Digitais
Sociedade

Câmara de Alcobaça recebe chaves do Museu do Vinho

Ao fim de cinco anos de negociações, a Câmara de Alcobaça recebeu há dias as chaves do Museu Nacional do Vinho. A autarquia acredita ser possível abrir o espaço até ao fim do ano

Ao fim de cinco anos de negociações, a Câmara de Alcobaça recebeu há dias as chaves do Museu Nacional do Vinho. A autarquia acredita ser possível abrir o espaço ao público até ao fim do ano.

Além do edifício, pelo qual a Câmara de Alcobaça vai pagar uma renda anual de 18.966 euros, o Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) cedeu também o acerco do museu, constituído por cerca de oito mil peças que vai das artes plásticas à etnografia passando pelos utensílios usados na produção do vinho, rótulos, garrafas e cartazes.

Algumas das peças do espólio poderão, no entanto, ser deslocadas temporariamente para exposições do instituto.

A cedência do imóvel e do acervo foi feita por um período de 30 anos e a renda anual será descontada se a autarquia vier a efetuar obras no edifício.

Segundo um levantamento feito pelo município, o custo da requalificação do imóvel está avaliado em 2,4 milhões de euros, mas a câmara só avança para obras se for aprovada uma candidatura ao QREN.

Outra das condições da concessão prende-se com a possibilidade da autarquia vir a efetuar parcerias com outras entidades para a manutenção e exploração das instalações.

Segundo o chefe do executivo, Paulo Inácio, estão em curso as negociações para uma parceria com a Adega Cooperativa de Alcobaça.

Artur Ledesma
artur.ledesma@regiaodeleiria.pt