Assinar Edições Digitais
Sociedade

Tribunal de Leiria liberta João Bartolomeu sob caução de 70 mil euros

O empresário João Bartolomeu saiu do Tribunal de Leiria sete horas depois de ter entrado para ser ouvido pelo juiz, indiciado pelos crimes de burla qualificada e falsificação de documentos bancários.

João Bartolomeu à saída do Tribunal de Leiria (fotografia: Joaquim Dâmaso)

O empresário João Bartolomeu saiu do Tribunal de Leiria sete horas depois de ter entrado para ser ouvido pelo juiz de instrução, indiciado pelos crimes de burla qualificada e falsificação de documentos bancários.

O proprietário da Materlis, empresa que opera com madeiras e tem sede nos Pousos, Leiria, foi libertado cerca das 21h30 de hoje, ficando obrigado a apresentações semanais no posto de polícia do local de residência, 70 mil euros de caução e entrega do passaporte.

João Bartolomeu, que foi também presidente da SAD da União de Leiria até abril deste ano, é suspeito de ter causado prejuízos patrimonais num valor superior a um milhão de euros enquanto gestor da Materlis.

(notícia em atualização)