Assinar Edições Digitais
Saúde

Concurso atribui 12 vagas para médicos nos hospitais de Leiria e Pombal

Um anestesiologista, um cardiologista, um cirurgião, um endocrinologista, um especialista em medicina física e reabilitação, dois médicos internos, um otorrinolaringologista, um ortopedista, um pediatra, um pneumologista e um psiquiatra são os clínicos contratados

Pouco mais de um mês depois de a administração do Centro Hospitalar Leiria-Pombal (CHLP) identificar a necessidade de 60 médicos especialistas para dar resposta às carências de atendimento, e de terem sido acordadas 46 com a Administração Regional de Saúde do Centro, é publicado um novo concurso que atribui apenas 12 vagas aos hospitais de Leiria e de Pombal.

Perante o anúncio da abertura iminente de um novo concurso, Helder Roque, presidente do conselho de administração do CHLP, afirmava ao REGIÃO DE LEIRIA não esperar, “desta vez, nenhuma surpresa negativa”, depois de o CHLP ter ficado excluído de um primeiro concurso, publicado em junho, e que previa 440 vagas para a contratação de médicos internos.

Das 427 vagas colocadas agora a concurso a nível nacional, tendo sido atribuídas apenas 12 ao CHLP, que permitem a contratação de um anestesiologista, um cardiologista, um cirurgião, um endocrinologista, um especialista em medicina física e reabilitação, dois médicos internos, um otorrinolaringologista, um ortopedista, um pediatra, um pneumologista e um psiquiatra.

Admitindo um enorme desencanto pelo reduzido número de vagas atribuídas ao CHLP, não obstante o acordo estabelecido, Helder Roque nutre, ainda assim, a expectativa de que a situação possa ser corrigida, tendo em conta as promessas da tutela.

Há muito que o responsável vem apontando as assimetrias com outros hospitais no que toca à disponibilidade de recursos humanos, e que, no seu entender, põem em causa os interesses e as necessidades dos utentes.