Assinar
Sociedade

Oposição chumba orçamento de Junta de Freguesia de Leiria

O orçamento da Junta de Freguesia de Leiria para 2013 foi chumbado com sete votos contra da oposição, indicando gastos excessivos no documento. Presidente Laura Esperança desvaloriza incidente

O orçamento da Junta de Freguesia de Leiria para 2013 foi chumbado, ontem à noite, sexta-feira, em reunião de assembleia de freguesia.

Todos os elementos da assembleia de freguesia da oposição (cinco do PS, um do CDS-PP e um do BE) votaram contra a aprovação e entregaram declaração de voto, considerando que “é um orçamento que com a conjuntura atual não se adequa à realidade do país”.

“A Junta de freguesia de Leiria é urbana, é a Câmara de Leiria que tem a maior parte das despesas na cidade. Não se percebe. A receita corrente tem vindo a descer pelos fundos de financiamento e transferências da Câmara e as despesas correntes aumentaram quase todas”, diz Beatriz Vaz, do CDS-PP, contactada pelo REGIÃO DE LEIRIA.

A oposição considera ainda que estão presentes no documentos ” gastos excessivos” que não se compreendem.

Contactada, Laura Esperança, presidente do executivo, desvaloriza a questão e corrige: “é errado dizer que o orçamento foi chumbado. O orçamento não foi aprovado. O Técnico Oficial de Contas não estava presente para fazer alguns esclarecimentos e não foi aprovado”. Acrescenta ainda que “não é nada especial” a decisão tomada pela oposição e que “a junta de freguesia vai continuar a fazer o seu trabalho” normalmente.

Nesta situação, o executivo da junta pode tomar duas decisões. Ou reformula o orçamento alterando os pontos em discórdia ou “vive em duodécimos”, ou seja, com o valor total da receita da autarquia dividido pelos 12 meses do ano.

Para já, Laura Esperança diz que vai reunir com a sua equipa e levar o documento a uma próxima reunião, não sendo necessário marcar uma “assembleia extraordinária” para o efeito.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt 

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.