Assinar
Cultura

Curso livre ensina processos da pintura antiga

O historiador de arte, Pedro Redol, diretor do Mosteiro da Batalha, orienta um curso livre do CEPAE “Da pintura antiga – Como se fazia”. A formação decorre no m|i|mo, em Leiria, a partir de 14 de março.

O historiador de arte, Pedro Redol, diretor do Mosteiro da Batalha, orienta um curso livre do CEPAE “Da pintura antiga – Como se fazia”. A formação decorre no m|i|mo, em Leiria, a partir de 14 de março.

O curso está organizado em cinco sessões, que decorrerão todas as quintas-feiras, até 11 de Abril, entre as 18h30 e as 20 horas.

A proposta é realizar uma abordagem da pintura antiga (medieval e moderna) centrada na produção da obra, momento privilegiado para o entendimento do processo criativo.

Neste sentido, pretende-se proporcionar aos participantes um contacto próximo com as fontes histórico-artísticas – a começar pela própria obra de arte –, bem como com os métodos utilizados na sua crítica, não esquecendo os métodos científicos de exame e análise de pinturas.

O CEPAE pretende que o curso venha a funcionar como um laboratório em que cada participante experimente a ferramenta necessária ao processo crítico de construção do conhecimento em história da arte.

A data limite para inscrições é 11 de março, estando as vagas limitadas a 30 pessoas. As inscrições custam 40 euros (35 para sócios do CEPAE)

Inscrições online através de http://goo.gl/4ocfg. Informações e inscrições através do telefone 244 766 199 ou mail@cepae.pt.

Programa:

Sessão 1 – 14 de março
As técnicas artísticas e os sistemas de representação
Ideologia dominante e estatuto social dos pintores: da Idade Média ao Renascimento
O Trecento e o Quattrocento – aspectos gerais
Introdução ao estudo da pintura mural

Sessão 2 – 21 de março
Cennino Cennini e o “Libro dell’arte”: entre dois mundos
A pintura a fresco

Sessão 3 – 28 de março
Pintura retabular e de cavalete
Suportes e molduras
A pintura a têmpera de Giotto a Botticelli

Sessão 4 – 4 de abril
Pintura retabular e de cavalete
A Flandres: um outro olhar sobre o mundo
A pintura a óleo dos irmãos Van Eyck a Rembrandt

Sessão 5 – 11 de abril
Tratados e colectâneas – alguns exemplos: Vasari, De Mayerne, Filipe Nunes. À descoberta da História no laboratório: métodos de exame e análise de pinturas – casos práticos

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.