Assinar
Sociedade

Santa Catarina da Serra projeta colónia balnear no Pedrógão

A colónia balnear de Santa Catarina da Serra na Praia do Pedrógão foi prometida há quase 30 anos à população, mas só agora deu o primeiro passo, com a assinatura da escritura da cedência gratuita do direito de superfície de um terreno

A colónia balnear de Santa Catarina da Serra na Praia do Pedrógão foi prometida há quase 30 anos à população, mas só agora deu o primeiro passo, com a assinatura da escritura da cedência gratuita do direito de superfície de um terreno para o efeito, dia 11, por parte da Câmara de Leiria.

Segundo Joaquim Pinheiro, presidente da Junta, só em novembro de 2011 é que o executivo da freguesia se deparou com um compromisso assumido em 1986, pelo então presidente da Câmara, Lemos Proença. O ano passado, e depois de entregar a documentação necessária a Raul Castro, “senti que tínhamos condições de avançar porque havia vontade de cumprir”, acrescenta.

E o projeto tem pernas para andar apesar do atual contexto sócio-económico? “Enquanto comunidade de fortíssimo espírito associativo, unida e muito trabalhadora, não duvido que o processo só tem um caminho: andar para a frente”, garante, lembrando os laços que unem a freguesia à Praia do Pedrógão, apesar dos cerca de 50 quilómetros que separam as duas localidades.

“Muitos santacatarinenses viram o mar pela primeira vez exatamente através da colónia”, recorda Joaquim Pinheiro, que nada adianta sobre o projeto, embora se afirme convicto de que “crianças, idosos, grupos organizados e a dinâmica da freguesia darão alma ao projeto”.

Sabe-se para já que a parcela cedida pela Câmara de Leiria tem 1.788 m2 e que o prazo de duração do direito de superfície é de 25 anos, podendo ser prorrogado, mediante acordo entre as partes, por períodos de 5 anos. A freguesia dispõe de cinco anos para construir o novo equipamento.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt 

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.