Assinar
Sociedade

Mil brinquedos, Mil sorrisos adapta 3.000 brinquedos

É uma referência nacional e internacional que não pretende, nem quer, parar. Está em marcha a sexta campanha “Mil brinquedos, Mil sorrisos” para continuar a adaptar brinquedos eletrónicos para crianças com necessidades especiais.

É uma referência nacional e internacional que não pretende, nem quer, parar. A campanha “Mil brinquedos, Mil sorrisos” tem em marcha a sexta edição e ambiciona continuar a adaptar brinquedos eletrónicos para crianças com necessidades especiais.

MNa apresentação da IV Gala da Inclusão, que acontece a 7 de dezembro, em Leiria, Nuno Mangas, presidente do IPLeiria, defendeu que “é uma oportunidade para dar um novo fim a um brinquedo que já está esquecido e arrumado. Não é fácil encontrar este tipo de brinquedos e, quando aparecem, são muito caros”. Os brinquedos podem ser entregues nas escolas do Politécnico e na autarquia.

A Gala irá premiar entidades e personalidades que se distinguiram em 2013 nas áreas de media, investigação aplicada, boas práticas de inclusão no mundo do trabalho, acessibilidades, mérito regional, cultura desporto e lazer, sensibilizar a população para comportamentos mais inclusivos e destacar o papel da instituição Os Malmequeres na inclusão social.

No mesmo dia, durante a tarde, decorrerá uma corrida inclusiva para pessoas portadoras de deficiência, no jardim Luís de Camões, e o 2º Leiria X-Mas Night Trail, em que um euro do valor da inscrição irá reverter para Os Malmequeres.

Saiba mais sobre a corrida aqui.

Desde a primeira edição da campanha já foram adaptados três mil brinquedos, entregues a instituições um pouco por todo o país e também em Cabo Verde. O Centro de Recursos para a Inclusão Digital, juntamente com o departamento de Engenharia Eletrónica, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, que está encarregue da transformação dos brinquedos, estão também a estudar a possibilidade de enviar alguns brinquedos para Timor.

(Notícia publicada na edição de 14 de novembro de 2013)

MG

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.