Assinar Edições Digitais
Sociedade

Câmara de Leiria cede 83 talhões para leirienses criarem hortas

Quer um cantinho na cidade para cultivar hortaliças? A Câmara de Leiria encontrou uma solução para os leirienses que pretendam dedicar-se à agricultura biológica.

Não tem quintal nem varanda, mas gostaria de ter um cantinho na cidade para cultivar hortaliças? A Câmara de Leiria encontrou uma solução para os leirienses que pretendam dedicar-se à agricultura biológica.

A partir de março, os interessados poderão candidatar-se a um dos 23 talhões que a autarquia irá disponibilizar no antigo horto municipal, na encosta do Castelo, ou uma das 60 parcelas na Quinta da Gordalina.

O projeto prevê uma formação inicial em agricultura biológica obrigatória para todos os utilizadores.

“Com esta iniciativa pretendemos apoiar famílias que vivem num território vasto, que é o concelho de Leiria, mas em cuja zona urbana as parcelas de cultivo são raras”, diz o vereador da Câmara de Leiria, responsável pelo pelouro dos Espaços Verdes.

O projeto “Hortas Verdes” visa promover a horticultura biológica, quer como atividade de lazer ou de subsistência; promover o autoconsumo de alimentos produzidos, diminuindo encargos e contribuindo para o equilíbrio das finanças familiares; incentivar hábitos de vida saudáveis, através do contacto com a natureza e a prática de atividades ao ar livre; combater o “stress” e o sedentarismo; promover a manutenção de relações sociais e espírito de comunidade.

Qualquer pessoa que não possua terreno próprio na sua área de residência, no concelho de Leiria, pode candidatar-se a participar no projeto.

A seleção será realizada de acordo com a ordem de inscrição, a proximidade de residência ao local da horta e a disponibilidade de talhões da autarquia.

O regulamento foi aprovado terça-feira e prevê o arrendamento de um talhão com cerca de 35 metros quadrados por 8 euros mensais, durante 12 meses.

Findo este período, a equipa gestora do projeto procederá ao cálculo da média das despesas realizadas com a conservação e manutenção do espaço, de forma a reajustar o montante e estabelecer a renda mensal definitiva.

A proposta será submetida à aprovação da Assembleia Municipal. Numa fase posterior, poderá ser alargada à Cruz da Areia e Marinheiros.

horto
O antigo horto municipal vai ser dividido em 23 talhões