Assinar Edições Digitais
Cultura

Colóquio analisa capacidade do conceito hostel para atrair turismo

A importância de unidade do tipo hostel e a sua capacidade para atrair novos públicos é o desafio do colóquio “Hostel – Alojamento Diferenciador para Fins Turísticos” que a autarquia de Leiria vai realizar dia 26.

A importância de unidade do tipo hostel e a sua capacidade para atrair novos públicos é o desafio do colóquio “Hostel – Alojamento Diferenciador para Fins Turísticos” que a autarquia de Leiria vai realizar no m|i|mo – Museu da Imagem em Movimento, na próxima quarta-feira, dia 26.

Câmara aposta em alojamento low cost para atrair turistas
Câmara aposta em alojamento low cost para atrair turistas (foto: Joaquim Dâmaso)

A iniciativa vai apresentar vários casos práticos, através de  José Manuel Reis (CEO) do Serenata Hostel Coimbra, Sónia Pais do Hostel 2300 Thomar e Carlos Batista, diretor criativo da Cato Design, bem como contar com a intervenção do vereador da Cultura, Desporto e Turismo, Gonçalo Lopes, e ainda Vitória Mendes, arquiteta do Município de Leiria, Rui Soeiro, da Caixa Geral de Depósitos, e um representante da Linha de Financiamento: iniciativa JESSICA.

Recorde-se que recentemente a autarquia anunciou precisamente a intenção de afirmar Leiria como destino turístico através de alojamentos low cost.

Câmara e privados parecem de acordo. A reabilitação do centro histórico de Leiria pode passar, em parte, pela aposta no turismo, com programas e projetos que aproveitem a cultura para criar uma dinâmica de investimento e atração de novos públicos. Pequenos hotéis temáticos que sirvam de âncora a uma oferta de ocupação de tempos livres baseada nas figuras, histórias e memórias do concelho. Por exemplo, os seus escritores.

A ideia foi lançada pelo vereador Gonçalo Lopes, na apresentação da iniciativa Eça 2014, um calendário de atividades em torno de Eça de Queiroz.

Sugere o responsável pelo pelouro da Cultura que pequenas unidades de alojamento, ao estilo hostel, com tarifas low cost e conceito inspirado em temas locais – livros, entre outros – podem suportar uma “estratégia de afirmação de Leiria como destino turístico”.“Se queremos atrair pessoas a Leiria precisamos de ter alojamento e se calhar um investimento deste género teria procura”, disse Gonçalo Lopes, acrescentando que é intenção do município promover uma sessão pública sobre o processo de licenciamento de unidades com as características de um hostel. O potencial é grande, considera o vereador, que aponta como vantagens o licenciamento mais ágil e o menor investimento inicial.

Da parte do sector privado, há pontos de entendimento. Um grupo de profissionais que está envolvido na elaboração de um plano para o centro histórico de Leiria já apresentou propostas à Câmara Municipal que vão no sentido de explorar o turismo como motor do investimento

 

Programa:

16 horas – Apresentação. Objetivos – Vereador da Cultura, Desporto e Turismo, Gonçalo Lopes

16h10 – Procedimentos para instalação de um Hostel no concelho de Leiria – Coordenadora do Centro Histórico de Leiria, Vitória Mendes

16h30 – Linha de Financiamento : iniciativa JESSICA – CGD – Direção de negócio Imobiliário, Rui Soeiro

Casos Práticos

16h45 – Serenata Hostel Coimbra, José Manuel Reis (CEO)

17 horas – Hostel 2300 Thomar, Sónia Pais

17h15 – Cato Design, Carlos Batista (Diretor Criativo)

17h30 – Perguntas e respostas

18 horas – Coffeebreak