Todos os dias, às 7 da manhã, uma rede separa Ângelo Silva e o treinador João Lopes: cada um num lado do campo, de raqueta na mão, fazem voar volantes a velocidade vertiginosa. Os treinos, técnicos, físicos ou de recuperação por acupuntura, são bidiários, e nem ao fim de semana há descanso: é tempo de provas nacionais e internacionais. Assim nasce um campeão.

Aos 17 anos, Ângelo Silva, da Maceira, já é o português melhor colocado no ranking de mundial júnior de badminton, apesar de só para o ano subir a esse escalão.

A sua especialidade são os pares: no fim de semana de 7 e 8 de junho de somou mais dois títulos nacionais em masculinos e mistos de não seniores.

“Todos os jogadores top europeu fizeram esse percurso: primeiro distinguiram-se nos pares e depois nos singulares. O Ângelo já é um excelente jogador nos pares; quando for mais velho pode vir a ser um excelente jogador de singulares”, nota o treinador, que tem tentado maximizar as potencialidades do atleta, sobretudo na velocidade. Este fim de semana, em Caldas da Rainha, Ângelo ficou-se pelo vice-título a solo.

Mas há mais desafios à espera de Ângelo Silva, que estuda no 11º ano, curso científi­co-natural, e se destacou no Desporto Escolar. “Dei nas vistas e levaram-me para um clube de Leiria [o GRAJ da Touria], comecei a treinar e ter resultados”.

Hoje compete por um dos “grandes” do badminton, o CHE Lagoense (Algarve). “Os meus parceiros são de lá, o clube fez-me uma proposta e aceitei, porque assim posso jogar os regionais com eles”.

Esta época já participou em oito torneios internacionais, seis nacionais e dois estágios internacionais, na Finlândia e Itália.

Ângelo Silva já esteve esta temporada no Europeu de sub-17 em Ancara (Turquia), e é o 101º melhor júnior do mundo. O final da época será em grande: de 23 e 28 de junho participa no Europeu de Clubes, em Paris.

Mas o atleta de Leiria já olha para mais longe: “Chegar aos Jogos Olímpicos é um objetivo. Brasil ainda é cedo, mas nos próximos, talvez”.

IMG_9942
Ângelo Silva começou a jogar badminton em Leiria, no GRAJ (fotografia: Joaquim Dâmaso)

Manuel Leiria
manuel.leiria@regiaodeleiria.pt

(Notícia publicada na edição de 12 de junho de 2014, editado para online)