Assinar
Sociedade

Castelo de Ourém prepara-se para grande restauro

“Uma obra de grande fôlego de valorização museológica e histórica” é como Marcelo Rebelo de Sousa, representante da Fundação Casa de Bragança, classifica o restauro do Castelo de Ourém.

“Uma obra de grande fôlego de valorização museológica e histórica” é como Marcelo Rebelo de Sousa, representante da Fundação Casa de Bragança, classifica o restauro do Castelo de Ourém, projeto antigo que finalmente vai arrancar.

No Dia do Município de Ourém, o professor desvendou ainda algumas das novas iniciativas que vão decorrer no castelo, com a passagem da gestão de toda a estrutura para a Câmara Municipal. Uma delas é a realização de um festival de música.

O município e a Fundação Casa de Bragança assinaram dois protocolos, um de cooperação e outro de comodato, este para os espaços da Galeria Municipal e da Junta de Freguesia de Nossa Senhora das Misericórdias. O objetivo passa por valorizar o património a nível museológico e de investigação, integrando-o junto do circuito turístico de Fátima.

O presidente da Câmara, Paulo Fonseca, já desvendara que com a passagem oficial da gestão do Castelo de Ourém para a autarquia será possível concorrer a fundos comunitários.

A Fundação Casa de Bragança está presente em 16 municípios, 14 dos quais no Alentejo. Tutela, entre outros, o Paço Ducal de Vila Viçosa e várias propriedades agrícolas. Foi criada por decreto-lei em 1933, em respeito ao testamento do último rei de Portugal, D. Manuel II.

9182999

 

Cláudia Gameiro
claudia.gameiro@regiaodeleiria.pt

(Notícia publicada na edição de 26 de junho de 2014)

Inquérito de satisfação aos leitores

Com este inquérito, o REGIÃO DE LEIRIA tem por objetivo conhecer a opinião dos leitores e melhorar o serviço que presta. Para esse fim, pedimos 5 minutos do seu tempo para responder a um questionário.