Assinar
Oxigénio

JSD de Pombal quer atrair turistas praticantes de geocaching

A JSD de Pombal quer ver nascer no concelho o primeiro GeoTour da Península Ibérica. Na Europa existem apenas seis destes circuitos.

A JSD de Pombal quer ver nascer no concelho o primeiro GeoTour da Península Ibérica. O projeto – destinado a praticantes de geocaching e através do qual os jovens acreditam ser possível aumentar a atividade turística da região – já foi apresentando à autarquia.

Geocaching1A ideia passa por criar um circuito de geocaching “estrategicamente pensado” para aumentar a atividade turística de Pombal, abrangendo todas as freguesias do concelho e “obrigando” os visitantes a pernoitar na região para completar o circuito.

“Muitos geocachers planeiam as suas férias em função desta atividade”, justificam os responsáveis da JSD no documento entregue ao município, acrescentando que o geocaching “abrange todas as idades” e atrai praticantes com “uma condição económica bastante robusta”.

Mas o que é, afinal, o geocaching? Trata-se de uma atividade desportiva que funciona como uma espécie de “caça ao tesouro” dos tempos modernos. Com a ajuda de um GPS, os praticantes procuram caches escondidas um pouco por todo o mundo.

Para lá chegarem, podem ter de caminhar quilómetros, subir uma montanha ou atravessar um rio, por exemplo.

Normalmente, os geocachers (há mais de 6 milhões registados a nível mundial) traçam os seus percursos de forma individual. Mas as GeoTours lançam novos desafios aos praticantes, convidando-os a explorar todas as caches de um determinada zona e oferecendo recompensas a quem conseguir terminar o percurso.

Existem apenas seis Geotours na Europa. A JSD acredita que Pombal ganharia uma “oportunidade de se diferenciar no contexto nacional e internacional” ao criar mais uma.

(Notícia publicada na edição de 31 de julho de 2014)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.