Assinar Edições Digitais
Sociedade

Acidente violento em Salamanca envolve vítimas de Leiria e Peniche

Da colisão resultou uma vítima mortal, natural de Marrazes, e um ferido grave. A Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas está em contacto com os serviços consulares em Espanha, a acompanhar o caso.

Uma colisão entre uma carrinha de matrícula portuguesa e um camião da Roménia na autoestrada A-62 (km 269), no município de Robliza de Cojos, em Salamanca, Espanha, causou ao início da manhã de hoje, domingo, um morto e sete feridos, todos de nacionalidade portuguesa e que viajavam na carrinha.

Segundo o jornal La Gaceta de Salamanca, o acidente aconteceu pelas 7h05 (6h05 horas em Portugal continental) e o condutor da carrinha terá adormecido ao volante, motivo que pode ter causado o acidente.

Um dos passageiros não sobreviveu aos ferimentos e terá sido projetado para alguns metros do local do acidente. Os restantes ocupantes não levariam cinto de segurança, adianta La Gaceta de Salamanca. Esta informação não foi contudo confirmada pela Guardia Civil espanhola, que está a investigar o acidente.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse à agência Lusa que a vítima mortal é um homem de 27 anos, natural de Marrazes, Leiria. Renato Resende era casado e tinha um filho de um ano e meio.

No mesmo veículo de passageiros seguiam mais sete pessoas, algumas com ligação a Peniche, que ficaram feridas, uma com gravidade e seis com ferimentos ligeiros, que foram transportadas para duas unidades hospitalares.

Segundo a mesma fonte, “ao que tudo indica, a carrinha colidiu com o camião”, estando as circunstâncias do acidente a ser investigadas pela Guardia Civil espanhola.

“As famílias das vítimas já foram informadas pela GNR. A investigação [do acidente] compete à Guardia Civil de Trânsito [espanhola], mas pediu apoio à GNR para contactar os familiares das vítimas”, explicou a fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda.

No camião de matrícula romena viajavam duas pessoas, que saíram ilesas do acidente.

Os portugueses estavam de regresso a casa, depois de duas semanas a trabalhar em França. Esta era a primeira vez que Renato Resende se ausentava do país para trabalhar.

A Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas está em contacto com os serviços consulares em Espanha, que estão a acompanhar o caso.

O Presidente da República solidarizou-se com as vítimas do acidente de viação, numa breve mensagem colocada na página da presidência da República na internet.

Marcelo Rebelo de Sousa apresentou ainda “sentidas condolências” à família da vítima mortal do acidente e manifestou-se solidário com os familiares e feridos, em especial daquele que se encontra em situação mais grave. 

O Presidente da República deseja ainda aos feridos uma “rápida recuperação”.

Fotos: La Gaceta de Salamanca

(Notícia atualizada às 10h35 de 29 de janeiro de 2018)