Assinar Edições Digitais
Sociedade

Agressão com arma branca faz um ferido em escola da Nazaré

Desentendimento entre familiares de dois alunos terá estado na origem da agressão. Estabelecimento de ensino foi encerrado, adianta autarquia. Vítima faleceu no hospital de Leiria, confirmou fonte do hospital.

A Escola Básica e Secundária Amadeu Gaudêncio, na Nazaré, foi hoje encerrada devido a uma agressão, com arma branca que causou ferimentos muito graves num homem de 67 anos, divulgou o Comando de Operações Distritais (CDOS) de Leiria.

A agressão teve origem “num desentendimento entre familiares de dois alunos”, tendo um homem, de 67 anos, sido “gravemente ferido com uma arma branca”, disse à agência Lusa o Comandante Distrital de Operações de Socorro, Sérgio Gomes. O REGIÃO DE LEIRIA sabe ainda que a vítima também sofreu ferimentos de bala.

O desentendimento ocorreu às 10h22, “no pátio da escola”, no início do intervalo, onde se encontravam os alunos, alguns dos quais ficaram “em estado de choque”, mas “nenhum sofreu ferimentos”, explicou o mesmo responsável.

Os dois homens estavam no interior do estabelecimento escolar porque iam ter uma reunião com um professor e, por isso, as agressões ocorreram no interior da escola e foram assistidas por alguns alunos.

Testemunhas que adiantam que foram disparados sete tiros, após a discussão entre os dois adultos, tendo a vítima sido atingida.

Inicialmente corria uma informação que um professor, que terá tentado evitar o incidente, também acabou ferido, mas a PSP de Leiria não confirma esta informação

A PSP da Nazaré já deteve um suspeito, estando o caso entregue à Polícia Judiciária de Leiria.

A vítima foi transportada pelo INEM para o hospital de Alcobaça e depois para o hospital de Leiria, onde acabaria por falecer.

Fonte do Hospital de Leiria revelou que o homem de 67 anos  foi “admitido na Emergência em manobras de Suporte Avançado de Vida, efetuadas pela equipa da VMER”. “Verificou-se existirem lesões provocadas por arma de fogo e por arma branca” e a reanimação foi efetuada “sem sucesso, sendo verificado o óbito”.

A escola foi encerrada e deverá reabrir amanhã, terça-feira, divulgou a direção assegurando não haver professores, alunos ou funcionários envolvidos.

“A situação está devidamente resolvida com a colaboração das autoridades, não tendo havido alunos, professores e funcionários envolvidos nos acontecimentos lamentáveis”, esclareceu em comunicado a direção do Agrupamento de Escolas da Nazaré, na sequência das agressões registadas hoje de manhã.

(Veja a atualização da notícia, publicada em 31 de janeiro de 2018, às 14h10, aqui)