Select Page

Água e lama inundam ruas e caves na Quinta de Santo António, em Leiria

Àgua e lama tem dificultado a vida aos peões na Quinta de Santo António, freguesia de Marrazes e Barosa

A rutura de um coletor na Quinta de Santo António, em Leiria, devido à pressão da água e terras arrastadas a partir das obras em curso nos terrenos da antiga Proalimentar, estará na origem do alagamento de terrenos e inundações de ruas e caves.

O problema arrasta-se há cerca de um mês, mas ganhou dimensão com a intensidade das últimas chuvas.

Com o agravamento da situação na passada sexta-feira e “as caves cheias de água”, particulares tomaram a iniciativa de abrir, com recurso a uma máquina, um rasgo até à estrada para “aliviar a pressão causada” no terreno onde as águas se acumularam e desviar as águas do prédio mais próximo.

Segundo apurou o REGIÃO DE LEIRIA no local, foi solicitada em mais do que uma ocasião a intervenção da Câmara de Leiria, dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento e dos responsáveis pela obra de construção do Leroymerlin, mas “sem sucesso”.

O desvio das águas e lamas para a estrada tem, pela sua quantidade, complicado entretanto a circulação de peões e automóveis, chegando a impedir o atravessamento das ruas.

Esta quarta-feira, com o agravamento da precipitação, houve novas inundações, que suscitaram novos pedidos de ajuda à Câmara.

O REGIÃO DE LEIRIA pediu hoje esclarecimentos à autarquia sobre o assunto e aguarda entretanto uma resposta.

Martine Rainho
Jornalista
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

Joaquim Dâmaso
Jornalista
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A Câmara Municipal da Marinha Grande deve comprar as piscinas de São Pedro de Moel?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This