Select Page

Leiria Film Fest com lotações esgotadas na melhor edição de sempre

“Depois do silêncio”, filmado em Peniche, foi a curta-metragem de Leiria premiado em 2018 o Leiria Film Fest Foto: LFF

O filme “Carga”, de Luís Campos, venceu hoje o prémio de melhor curta-metragem de ficção nacional na quarta edição do Leiria Film Fest, a mais concorrida de sempre do festival.

Filmada numa vila piscatória em Cortegaça e também em Esmoriz, a curta-metragem retrata o drama de dois rapazes que são forçados a participar num esquema de tráfico de substâncias ilícitas.

Esta foi a edição mais concorrida de sempre do Leiria Film Fest, com o público a esgotar a lotação do Teatro Miguel Franco (210 lugares) para assistir às várias secções competitivas. Segundo a organização, alguns espectadores ficaram mesmo à porta, no primeiro dia do festival, 16 de março.

Ainda na ficção, o filme premiado foi “It’s just a gun”, do norte-americano Brian Robau, que filmou a problemática da posse de armas nos Estados Unidos da América.

Entre os documentários, o Leiria Film Fest distinguiu a nível nacional “Norley y Norlen”, filmado em Cuba e realizado por Flávio Ferreira. A nível internacional, ganhou a belga Nicola Stephanie Sangs com “Apnoe”.

Na animação, o prémio nacional foi para “Última chamada”, de Sara Barbas, enquanto “Parfum fraise”, da equipa francesa Alix Arrault, Martin Hurmane, Jules Rigolle e Samuel Klughertz conquistou o prémio internacional do Leiria Film Fest na categoria.

O festival distinguiu ainda o melhor filme realizado localmente, atribuindo o prémio melhor curta-metragem de Leiria a “Depois do silêncio”, de Guilherme Daniel.

Para prémio do público foi “Are you volleyball!?” o mais votado, garantindo o primeiro lugar para a ficção do iraniano Mohammad Bakhshi. A partir da questão dos movimentos de refugiados, que gera uma situação surpreendente junto de uma fronteira.

Para o diretor do Leiria Film Fest, Bruno Carnide, “o que se passou nesta edição faz-nos ter ainda mais motivação e querer que o festival seja ainda maior”.

O crítico Paulo Peralta, que integrou novamente o júri do festival este ano, destacou ainda a qualidade dos filmes apresentados nesta edição. Em 2018, foram submetidos a concurso 713 filmes de 74 países.

A organização do festival escolheu 22 que foram projetados ao longo de dois dias, em sessões que contaram com algumas centenas de espectadores.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a lei que proíbe o abate de animais nos canis municipais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Região de Leiria no Facebook

Subscrição de newsletter

Share This