Select Page

Cinema Vadio. Prepare a manta e as pipocas, as sessões ao ar livre vão começar

Cinema Vadio é já um acontecimento incontornável nos verões de Leiria. Em pleno Jardim da Vala Real, há pipocas, animação e filmes para todos os gostos. Conheça os filmes da edição de 2018.

Os “bilhetes” são grátis e não é preciso pedir licença para chegar ao lugar. Basta levar uma manta para proteger das noites mais frias neste verão indeciso, procurar um espaço vazio na relva e assistir à sessão descansadamente. Em pleno Jardim da Vala Real são exibidos três filmes para públicos-alvo distintos. É assim Cinema Vadio, uma fórmula de sucesso que mostra filmes de qualidade ao ar livre nas noites de Leiria, que está de regresso a partir deste sábado, dia 30 de junho. 

“Se nas primeiras edições nos perguntavam o que se iria passar no Jardim da Vala Real, agora é mais comum colocarem-nos questões de ordem prática relativamente às sessões de cinema”, explica ao REGIÃO DE LEIRIA o presidente da associação ecO, Nuno Granja, que organiza o Cinema Vadio.

A iniciativa, conta, conseguiu retirar do esquecimento aquele espaço da cidade: a partir das sessões de cinema, o Jardim da Vala Real passou a acolher atividades desportivas ou festivais como A Porta.

O presidente da associação revela o desejo de aumentar o número de espectadores este ano, atendendo a que, nos anos anteriores, cada sessão recebeu cerca de 200 pessoas. “Nos dias de sessão infantil esse número quase duplica, obviamente, se contarmos com as crianças e os acompanhantes”, acrescenta Nuno Granja.

A primeira sessão é este sábado, dia 30, com projeção do filme “Wonder”. A 7 de julho o Jardim da Vala Real recebe cinema nacional, com “São Jorge”. A última sessão, dia 14 de julho, é dedicada ao público mais novo, com “Rock Dog”. As sessões começam às 21h30, mas a animação na praceta arranca às 19 horas, sempre com pipocas no ponto.

30 de junho
“Wonder”
(M/12)

Uma deformação de nascença na face levou Auggie Pullman a ser submetido a 27 cirurgias. Aos 10 anos, vai pela primeira vez para uma escola normal, mas precisa de se esforçar para se adaptar à nova realidade. “Wonder” é um filme de 2017, Stephen Chbosky), que conquistou dois prémios e 22 nomeações.

7 de julho
“São Jorge”
(M/14)

Jorge é um pugilista desempregado que tenta dissuadir a mulher Susana, emigrante brasileira, de regressar ao seu país. Para isso, aceita um trabalho onde usa o corpo para intimidar e lutar com pessoas que, como ele, se encontram em situação frágil. O ator Nuno Lopes, que protagoniza a longa metragem, venceu o Prémio Orizzonti na categoria Melhor Actor no Festival de Veneza. A realização é de Marco Martins.

14 de julho
“Rock Dog”
(M/6)

A regra é guardar o rebanho da matilha de lobos, mas é proibido ouvir música na Montanha da Neve para evitar distrações. Bodi encontra um rádio derrubado por um avião que passou, e percebe que quer ser uma estrela do rock. Mas isso implica ir contra o seu pai e localizar Angus Scattergood, músico lendário que precisa de escrever uma nova música. Para cumprir o sonho, Bodi precisa de montar uma banda, ajudar Angus com a música e derrotar a matilha de lobos. Será que consegue? “Rock Dog” é um filme de Ash Brannon.

Trackbacks / Pingbacks

  1. Junho + Julho | 2018 – Confissões de uma Viciada em Palavras - […] (fonte da imagem) […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Acredita que a modernização da ferrovia em Portugal é, de facto, uma prioridade para este Governo?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo