Um homem de 79 anos foi detido por suspeita de uma violação durante uma sessão de exorcismo, anunciou esta tarde a Polícia Judiciária (PJ).

O caso terá ocorrido na passada quarta-feira, em Fátima. O arguido terá aproveitado “a sua atividade de exorcista” para “explorar a fragilidade da vítima, especialmente vulnerável ” e constrangê-la “à prática de atos sexuais de relevo, após a ter colocado na impossibilidade de resistir”, refere um comunicado do Departamento de Investigação de Leiria da PJ.

A vítima foi conduzida ao hospital, onde lhe foram prestados cuidados de saúde, acrescenta a nota.

Segundo a PJ, o indivíduo, que se fazia passar por padre, “desenvolvia a atividade de exorcista, amplamente divulgada, levando inúmeras pessoas em dificuldades várias a consultá-lo e auspiciando uma eventual ajuda da sua parte, cobrando honorários”.

Factos que a PJ também está investigar por configurarem “eventual prática do crime de burla qualificada”.

O detido, “fortemente indiciado pela prática de um crime de violação, ocorrido no passado dia 1 de agosto em Fátima”, irá ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação tidas por pertinentes.