Select Page

Estação ferroviária de Monte Real pode ser vendida

Se procura um imóvel, semelhante a uma estação de comboios e junto a uma linha do Oeste, com locomotivas a passar de quando em vez, então a IP Património tem “o espaço que procura”. É isso que se pode ler no cartaz que está afixado na estação ferroviária de Monte Real.

O imóvel é propriedade da IP Património, empresa detida pela Infraestruturas de Portugal (IP), responsável pela “gestão do património imobiliário, com experiência na exploração comercial da rede de estações e interfaces de transporte”, e passou nas últimas semanas, aparentemente, a integrar a lista de espaços que podem ser reconvertidos da sua função inicial através de modelos de aluguer/concessão ou alienação/venda, “para as mais diversas áreas e/ou atividades económicas”.

Ao REGIÃO DE LEIRIA, fonte da IP esclareceu a nova realidade da estação de Monte Real. “A IP Património, nas mais diversas áreas, tem vindo a desenvolver um trabalho que visa a máxima rentabilização do diverso edificado não essencial à atividade da IP existente ao longo de todo o país. Parte desse trabalho consiste em apurar quais os imóveis disponíveis e coloca-los no mercado para subconcessão”, refere.

“Espaços, de elevado potencial comercial e urbanístico, que podem ser adaptados para as mais diversas áreas e/ou atividades económicas, beneficiando não só os próprios edifícios mas também as zonas envolventes nos municípios onde se inserem”, acrescenta, justificando que a estação de Monte Real se “insere nestes parâmetros”. “As placas informativas colocadas no local visam exatamente anunciar a sua disponibilidade aos potenciais interessados”, explica a IP.

Esta não é a primeira vez que a IP vende terrenos ou concessiona estações. Em 2015, a Refer (atual IP) colocou à venda terrenos junto às estações de São Martinho do Porto e de Valado dos Frades e avançou com a concessão da estação ferroviária de Óbidos.

Atualmente, segundo a informação disponibilizada na página da IP Património, na região, só a estação de Óbidos, num “conjunto de duas edificações associadas à estação ferroviária com cerca de 436 m² de construção”, se encontra entre as “oportunidades de negócio” apresentadas.

Álvaro Madureira, vereador do PSD da Câmara de Leiria, levou o tema a reunião do executivo, na última terça-feira, e o assunto foi novidade para o executivo, que admitiu desconhecer a intenção da IP no que respeita à estação de Monte Real.

(Artigo publicado na edição de 6 de setembro de 2018, com atualização da resposta da IP)

Edifício está encerrado há vários anos e encontra-se na linha do Oeste

Marina Guerra
Jornalista
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

1 Comentário

  1. Armando Cardoso

    Óptimo local para ver o comboio passar. A China compra.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a lei que proíbe o abate de animais nos canis municipais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Região de Leiria no Facebook

Subscrição de newsletter

Share This